/ Firewall

BYOD nas PMEs: o que essa tendência tem para oferecer

Cada vez mais as pequenas e médias empresas (PMEs) buscam maneiras de melhor integrar a tecnologia e os seus colaboradores. Uma das tendências mais consagradas deste tipo é conhecida como BYOD, que significa “Bring Your Own Device” (“traga o seu próprio dispositivo”, em inglês). Trata-se de uma tendência das empresas de cada vez mais permitirem que seus funcionários levem seus próprios aparelhos móveis – como laptops, smartphones e tablets – para o trabalho e os utilizem ativamente em tarefas corporativas.

Empresas que fizeram essa mudança perceberam um ganho na produtividade de seus colaboradores e uma geral satisfação com o trabalho. Além disso, o BYOD é um aliado para a contenção de gastos de uma empresa. Esta tendência é tão bem-vista pela nova geração que cerca de 44% daqueles que buscam emprego chegam a ver o local de trabalho de forma mais positiva ao constatarem que ela é adepta do BYOD.

Trata-se de uma tendência em difusão constante entre empresas de tecnologia, comunicação, desenvolvimento de software e várias outras. Confira a seguir os principais pontos a se considerar antes de se adotar o BYOD em PMEs.

Vantagens às PMEs

De acordo com uma pesquisa divulgada pela IBM, cerca de 82% dos seus colaboradores acreditam que os smartphones possuem um papel vital para os negócios. O estudo também apontou os benefícios do BYOD, que incluem o aumento na produtividade, na satisfação dos colaboradores e ajuda na contenção de gastos para as PMEs.

O ganho em produtividade vem do fato do usuário estar mais confortável com seu próprio aparelho móvel e saber como utilizá-lo da melhor forma possível para atingir os seus objetivos, tanto pessoais como corporativo. O aumento na produtividade também se deve ao fato de que o BYOD resolve um incômodo antigo do mundo corporativo: ter que carregar dois celulares, um pessoal e outro profissional.

Outra vantagem da adoção dessa tendência é o acesso aos arquivos do trabalho em locais além do escritório, como em casa ou em estabelecimentos públicos. O ganho de produtividade se dá graças à possibilidade de lidar com arquivos e e-mails corporativos sem precisar estar no escritório, permitindo ao colaborador resolver problemas e dar continuidade a processos de forma remota.

Por fim, a contenção de gastos é óbvia: as PMEs não precisam reservar parte do orçamento para a compra de dispositivos móveis e computadores para os colaboradores, já que eles próprios serão responsáveis pelos seus aparelhos. Trata-se de uma vantagem particularmente valiosa para PMEs, que sempre precisam buscar formas de enxugar a folha de gastos.

De olho nos riscos

Apesar dos benefícios, é importante que a empresa possua uma competente série de protocolos e regras que assegurem a segurança dos dados da empresa ao trabalhar nos moldes do BYOD. O departamento de Tecnologia da Informação (TI) deve se assegurar de que nenhum dos aparelhos utilizados no local de trabalho possua vulnerabilidades que possam comprometer a segurança e a integridade do sigilo dos arquivos comparativos.

Além disso, os colaboradores devem tomar cuidado redobrado com seus aparelhos, já que no caso de perda ou roubo, a segurança da empresa fica comprometida. É preciso que exista algum sistema de limpeza de dados remota para estes casos, tendo em mente a importância da integridade dos arquivos corporativos. Por fim, também é essencial definir as diretrizes a seguir no caso da demissão de um funcionário.

Antes de implantar essa tendência conheça quatro pontos chave para a segurança do BYOD.

Você pretende implementar o BYOD em sua PME? Quais foram os benefícios que mais lhe interessaram? Compartilhe nos comentários a seguir.

Veja também:

Produtividade no trabalho: melhore a de sua equipe
Como manter a segurança na comunicação empresarial