/ Firewall

Administração estratégica: como priorizar o acesso à internet dentro da empresa

Já falamos aqui no blog sobre os problemas com conexão de internet que as pequenas e médias empresas costumam ter e que, muitas vezes, não é responsabilidade apenas do provedor contratado. Pode ser uma simples questão de administração estratégica.

A forma com que a internet é utilizada dentro da empresa contribui e muito para que ela seja rápida ou devagar.

Quando o gestor percebe que a produtividade e o fluxo de trabalho dentro da companhia está perdendo força e deixando de trazer resultados positivos, por causa da internet, é natural que ele pense em entrar em contato com o provedor e solicitar mais dados ou uma velocidade melhor.

Porém, antes de tomar essa atitude o gestor deve fazer um mapeamento da conexão, verificar como as equipes estão utilizando a internet e priorizar os setores ou atividades que precisam de uma velocidade melhor.

Para ajudar a sua empresa nessa tarefa, no artigo de hoje você vai conferir um passo a passo simples que vai te mostrar como priorizar o acesso à internet dentro da sua empresa.

Acompanhe!

Priorização de banda

A priorização de banda serve para garantir que os recursos de conectividade de internet sejam suficientes para determinadas aplicações. Ela vai assegurar a diferenciação do consumo de banda de internet em diferentes sites ou práticas baseadas no protocolo HTTP.

Com ela, é possível estabelecer critérios para que os sites ou atividades relacionadas à rotina de trabalho sejam priorizadas.

Além disso, a priorização de banda permite fazer a flexibilização baseada no perfil de acesso dos usuários.

Dessa forma, grupos e áreas específicas poderão se beneficiar de privilégios de velocidade que os demais setores não terão. Ou ainda, priorizar a banda de acordo com os horários de menor ou maior utilização.

Quem consome mais internet na empresa?

Essa pergunta é fundamental para a empresa que precisa priorizar a banda de internet. Entender quais setores, perfis ou usuários consomem mais dados da conexão de internet da empresa é o primeiro passo para fazer o controle adequado.

Algumas atividades ou acessos são essenciais para o desenvolvimento das tarefas corporativas. Sistemas de faturamento, bancos e outros que tratam diretamente com o cliente precisam de mais banda, pois o ideal é que estejam sempre ativos para atender o cliente. Outras práticas, que não influenciam positivamente no bom andamento dos setores podem entrar nas regras de limitação de banda.

Atividades como ouvir música, assistir vídeos ou baixar jogos, programas e filmes exigem muito da conexão de internet e podem não estar relacionados com as tarefas da equipe ou do colaborador.

Por isso, é importante avaliar: esses acessos estão prejudicando ou ajudando no desempenho das atividades? Outros setores podem ter o trabalho comprometido por causa dessas ações?

Para saber exatamente quanto de banda cada setor ou usuário está consumindo da empresa é necessário verificar cada byte e cada pacote de tráfego da sua rede. Assim, será possível criar políticas ou regras de gerenciamento baseadas em categorias de acesso – como por exemplo, as redes sociais -, de usuários individuais ou de grupos.

Como traçar um plano de priorização de banda?

Com os dados sobre o consumo de banda em mãos é chegada a hora de traçar um plano de priorização de banda.

A equipe de TI deve avaliar o tráfego de aplicativos, identificar a largura de entrada e saída da banda larga, verificar os sites mais visitados e analisar as atividades dos usuários.

Após estudar e cruzar todas as informações, provavelmente, chegarão a conclusão do que é e o que não é prioridade na utilização da banda.

Porém, é importante ressaltar, que esta avaliação e as considerações finais para aplicação, não devem ser de total responsabilidade do setor de TI. Conversar com a diretoria para decidir como será distribuída a capacidade da conexão é um dos pontos fundamentais do processo.

Afinal, o objetivo da priorização, além de inserir a gestão de tráfego na administração estratégica, é solucionar as maiores preocupações dos gestores.

Pontos a serem avaliados durante a priorização:

  • A área/setor atua com atendimento ao cliente?
  • O sistema da equipe de vendas é online?
  • A área utiliza sistema de comunicação como VoIP ou Skype?
  • Precisam acessar sites de banco ou instituições financeiras com frequência?
  • Acessam diretórios do governo?

Quando a empresa prioriza o tráfego de internet está trabalhando a administração estratégica para garantir o melhor desempenho das atividades, mantendo e melhorando a qualidade do serviço prestado e recebendo retorno do investimento aplicado.

E na sua empresa, o acesso à internet é priorizado? De qual forma? Deixe um comentário para nós, adoraríamos saber mais sobre a sua experiência.