Tudo sobre Cibersegurança, Segurança da Informação e Proteção Digital.

Mecanismos: um conjunto de peças ou elementos que operam simultaneamente para o funcionamento de um aparelho, máquina ou frente.

A segurança da Informação também possui seus mecanismos, desenvolvidos para realizar as operações de proteção das informações.

Os mecanismos de segurança são amplos e utilizados em diversos campos da segurança da informação. Eles são fundamentais na ampliação da proteção das redes empresariais, para que, dentro de cada cenário, essas redes sejam mais seguras e resilientes.

Além disso, esses mecanismos de segurança também oferecem a oportunidade de ampliação do escopo de serviços dos prestadores de serviços de TI. Por isso, neste artigo você descobrirá quais são esses mecanismos e como eles funcionam.

  • Quais são os Mecanismos de segurança
  • A tríade da segurança da informação e os mecanismos
  • A importância dos mecanismos para o profissional de TI

Quais são os Mecanismos de segurança

Primeiro, vamos descomplicar. O que são esses mecanismos?

Os mecanismos de segurança são classificados como ferramentas e técnicas da segurança da informação, utilizadas para implementar serviços de segurança. Eles envolvem prevenção, mitigação e recuperação contra os ataques e ameaças às informações de uma empresa.

A utilização dos mecanismos depende da política de segurança adotada pela empresa, já que eles são os instrumentos de implementação da mesma. Existem muitos mecanismos de segurança, mas vou te apresentar os mais comuns, divididos nas etapas que citei anteriormente.

Prevenção

O objetivo da prevenção é executar ações para que os ataques falhem. Uma rede empresarial é alvo de ataques diários. A etapa de prevenção envolve a implementação de mecanismos confiáveis, que não podem ser ignorados pelos usuários, como as senhas, que visam evitar o acesso de usuários não autorizados no sistema, incluindo o firewall de borda, que atua no controle de acessos.

Identificação e autenticação

A identificação e autenticação são os pilares na prevenção, por isso a importância de você entender bem o funcionamento de ambas. Em primeiro lugar, elas não são sinônimos.

Vamos por partes: a identificação acontece quando um sistema solicita um login para o usuário, o usuário insere os dados requeridos ao sistema para o reconhecimento.

Uma vez identificado, o sistema solicita uma senha. Depois que a senha foi inserida, e a mesma corresponde à senha armazenada, o sistema confirma que o usuário é real. Essa é a etapa da autenticação.

Controles de Acessos

O controle de acesso é utilizado para interromper acessos não autorizados, protegendo os recursos e informações críticas em uma rede ou sistema, permitindo o acesso apenas aos usuários autorizados.

Esse controle também pode ser executado através da solicitação de um PIN, duplo fator, para acesso aos dados, tendo o firewall como o responsável para controlar e limitar os acessos às máquinas ligadas à rede.

Mitigação

A mitigação é um mecanismo fundamental na segurança da informação, uma vez que sua atividade visa reduzir os impactos dos ataques nas empresas. As ferramentas utilizadas nessa etapa executam ações contínuas, acompanhando, notificando e classificando as ameaças existentes.

Auditoria

É o processo de catalogar e verificar eventos, detectando atividades ou tentativas de atividades inesperadas. Através da auditoria é possível avaliar a política de segurança de uma organização, mensurando sua eficiência e eficácia.

02 exemplos que operam como mecanismos de mitigação:

  • Scanners de vulnerabilidades: executa varreduras na rede e nos sistemas em busca de falhas de segurança.
  • Ferramentas para testes de penetração: os hackers éticos executam essas ações, simulando ataques de cibercriminosos, buscando brechas na rede e elaborando relatórios amplos sobre as vulnerabilidades de segurança da rede e dos sistemas.

Protocolos criptografados

Quando falamos de protocolos criptografados como mecanismos de segurança, focamos em dois de maneira específica, os SSL e TLS. Esses protocolos fornecem conexões seguras, permitindo que duas partes se comuniquem com privacidade e integridade de dados.

Ambos os protocolos são utilizados para promover segurança por meio de criptografia, permitindo a interoperabilidade, a extensibilidade, eficiência e a segurança na comunicação.

Recuperação

Por fim, a última etapa que envolve mecanismos de segurança: a recuperação. Essa etapa é essencial para a continuidade dos negócios de qualquer empresa.

Afinal, nenhum mecanismo ou ferramenta de segurança é infalível, e a segurança da informação, infelizmente, atua lidando com ataques bem sucedidos dos cibercriminosos e tratando da recuperação dos danos causados.

Backup e Disaster Recovery

O Backup é uma cópia dos arquivos e dados feita em um dispositivo (seja um HD externo, ou em nuvem), para garantir a segurança e preservação das informações e dados. Através de uma política de backup eficiente, é possível garantir a preservação dos dados diante de incidentes de segurança.

Já o Disaster Recovery é um plano estabelecido por uma empresa, com medidas e ações para a recuperação dos dados diante de desastres.

Seu objetivo é restabelecer os serviços da empresa da melhor forma possível, visando o menor custo, com menores impactos e em um menor espaço de tempo para a organização.

Esses mecanismos devem ser configurados de maneira estratégica, possibilitando uma operação da política de segurança mais eficaz, que promova a tríade da segurança da informação.

A tríade da segurança da informação e os mecanismos

A tríade da segurança da informação é o núcleo, o objetivo principal das ações e ferramentas dessa frente, conhecido como CID.

Confidencialidade

A privacidade é um dos primeiros princípios defendidos na tríade. Seu objetivo é impedir que usuários não autorizados acessem informações, zelando pelo conteúdo dos dados. A confidencialidade é mantida através das ações de prevenção, por meio do controle de acessos.

Integridade

Garantir autenticidade e precisão das informações é uma ação muito importante na segurança da informação. Para assegurá-la, é necessário um controle na transferência de informações na empresa, restringindo edições e modificações nas informações.

Tanto informações físicas quanto digitais correm o risco de perderem integridade. Em ambos os casos, as ações e ferramentas de prevenção, mitigação dos riscos e ataques, são fundamentais para proteger esse princípio.

Disponibilidade

Por fim, a disponibilidade, dos três, é o pilar mais importante da tríade. Para preservar esse princípio, os mecanismos da segurança da informação atuam para garantir que usuários autorizados possam acessar as informações de forma confiável.

Os mecanismos aqui aplicados são os de continuidade e recuperação: backups, manutenções de hardware e conexões de rede. A disponibilidade é perdida em um cenário de desastre, sendo fundamental o disaster recovery.

A importância dos mecanismos para o profissional de TI

Os mecanismos de segurança são componentes fundamentais para você, prestador de serviços de TI. O mercado de serviços de tecnologia da informação cresceu muito nos últimos anos, principalmente em 2020, cerca de 2,8%, segundo o estudo da IDC.

Consequentemente, a segurança da informação, a cibersegurança e a privacidade de dados ganharam mais atenção e começaram a ser vistas como uma preocupação para as empresas.

Vários fatores são responsáveis por esse cenário: ampliação do home office, Lei Geral de Proteção de Dados entrando em vigor e aumento alarmante dos ataques cibernéticos, são os principais.

A necessidade no aumento dessas frentes e a disposição de investimento oferecem uma oportunidade para você, prestador de serviços de TI, ampliar seu escopo de serviços e alcançar mais lucratividade em seus negócios.

Contudo, fazer a ampliação e aproveitar essa oportunidade não é uma tarefa tão simples. É necessário conhecer os mecanismos de segurança, as estratégias para implementação das políticas de segurança, conhecimento sobre as ameaças e vulnerabilidades, dentre muitas outras coisas.

Contudo, você pode contar com uma parceira estratégica nessa jornada. Fique tranquilo, não é fórmula mágica, ou propaganda enganosa.

Estou falando do Starti Partners, um programa estruturado, focado no crescimento de receita recorrente e escalabilidade de negócios nas empresas de TI, para torná-las aptas a criarem uma frente de trabalho que venda, entregue e gerencie segurança e disponibilidade como serviço.

Descubra como virar a chave dos seus negócios e alcançar melhores resultados. Clique no banner e fale com um de nossos especialistas.

banner-parceria-9

Conclusão

Agora que entendemos um pouco mais sobre os mecanismos, podemos perceber a verdade: A segurança da informação é uma frente essencial, com todas suas ações, ferramentas e princípios. Não podemos imaginar um futuro, quicá um presente tão tecnológico que não envolva a segurança da informação.

Receba conteúdos semanais sobre cibersegurança e tecnologia. Siga-nos em nossas redes sociais:

YouTube | Facebook | Instagram | LinkedIn | Podcast Brasil inSeguro | Canal no Telegram

Cola com a Starti, juntos vamos construir um #BRASILSEGURO!

Fontes

Exabeam | IBM |  InformIT