Ataque cibernético é uma ação, ou melhor, ações de criminosos que aproveitam-se das vulnerabilidades da rede e dos usuários para roubar dados de uma empresa ou de uma pessoa física.

Ao contrário que é descrito nos filmes de ficção científica, onde os robôs e tecnologias do futuro viram-se contra os homens e causam destruição e terror em massa, os ataques cibernéticos estão bem próximos da nossa realidade, e já acontecem há algum tempo. Eles envolvem dispositivos que todos nós temos acesso: computadores, celulares, tablets, etc.

As vulnerabilidades são brechas, aberturas na rede e computadores, que colocam os dados em riscos. Falta das atualizações dos softwares, ausência de ferramentas de Segurança Cibernética e senhas compartilhadas são alguns exemplos.
Esses ataques ocorrem porque criminosos querem obter os dados da sua empresa. Mas como eles acontecem? Quais os tipos? Vejamos a seguir:

Tipos de ataques

Os ataques cibernéticos não são um problema recente. A verdade é que desde a década de 90 os hackers exploram as vulnerabilidades das redes para capturar dados. A evolução dos ataques, assim como os recursos tecnológicos, avançam em grandes proporções.

Vamos então conhecer alguns tipos de ataques:

Sniffer

O Sniffer é um tipo de software usado com frequência para monitorar e analisar o tráfego de rede para detectar problemas e manter um fluxo eficiente. Porém ele também pode ser usado de má fé.    

Eles capturam tudo o que passa pela navegação à internet inclusive senhas e nomes de usuários não criptografados. Dessa forma, os hackers terão acesso também a qualquer informação que passar por ele.

Além disso, um sniffer pode ser instalado em qualquer computador conectado a uma rede local. Ele não precisa ser instalado no próprio aparelho que se deseja monitorar. Em outras palavras, ele pode permanecer oculto durante toda a conexão.

Ransomware

Também conhecido como sequestrador digital”, o Ransomware é um software que se instala na sua máquina, codifica os dados do sistema após sua instalação e bloqueia o acesso de usuários.

Com isso ele pede um resgate  para empresa, geralmente feito em bitcoin, que é uma criptomoeda, e seu valor hoje está girando em torno de R$24.115,66¹ (Clique aqui e saiba quanto está valendo hoje).

Um exemplo recente desse tipo de ataque ocorreu em maio de 2017, onde mais de 230 mil sistemas foram sequestrados pelo WannaCry, um tipo de ransomware. Empresas como Telefônica, Hospital Sírio-Libanês, Renault, Nissan, Tribunal de Justiça de São Paulo. Esse incidente foi classificado pela Europol como sem precedentes.

Brute Force

Brute Force, ou ataque de força bruta, é uma ação que implica em repetidas tentativas de utilizar várias combinações de senha para invadir qualquer site. O invasor fica fazendo essas ações de maneira repetitiva, como um exército atacando um forte, por esse ataque é denominado assim.

O hacker busca com esse ataque acesso ilegal a um site segmentado e utilizá-lo na execução de outro tipo de ataque ou no roubo de dados valiosos ou simplesmente desativá-lo.

Ataque DDoS

O ataque DDoS é feito através de vários computadores promovendo ataque ao mesmo tempo contra um único alvo, além do computador do hacker outros computadores também estarão trabalhando no mesmo objetivo.

Para realizar esse tipo de ataque em diversos computadores, os hackers ou crackers enviam trojans juntamente com o programa utilizado para fazer o ataque DDoS.

Em outubro de 2016, criminosos realizaram um ataque DDoS grandioso contra Dyn, uma empresa norte-americana que opera serviços DNS, os sistemas dela não suportaram e caíram. O resultado foi: todos os seus clientes ficaram inacessíveis por horas. E quem eram esses clientes?

Empresas como Amazon, Netflix, Spotify, Tumblr, Twitter, PlayStation são alguns dos nomes prejudicados, além de diversos jornais e lojas dos EUA que ficaram fora do ar. Esse incidente ficou conhecido como “apagão da internet estadunidense.’’

Confira mais sobre os tipos de ataques e como você pode se proteger deles em nosso artigo: Tudo sobre Segurança Cibernética.

Perdas: O que está em Jogo?

Nossa, quantos ataques!

Eles são bem mais assustadores e danosos que aqueles retratados nos filmes de ficção científica! Os efeitos desses ataques são catastróficos, pois não implicam apenas em um congelamento de serviços das empresas, mas em exposição de informações importantíssimas dos clientes dessas empresas.

Na maioria das vezes esses tipos de ataques ocorrem não por serem desconhecidos pelas empresas, mas porque as mesmas não conhecem o valor que possuem suas informações.

Principalmente pequenas e médias empresas acreditam que suas informações não são alvo de criminosos, por não serem grandiosas, como nas grandes e megas empresas.

Esse tipo de pensamento não é apenas equivocado, como também muito perigoso. Pois os criminosos atuam nessa vulnerabilidade para obter informações e dados, que é o mais importante para eles. Sejam esses dados de pequenas, médias, grandes ou megas empresas.

É necessário entender que o que está em jogo são os dados e a privacidade. Se esses dados caírem nas mãos de criminosos trarão prejuízos não somente financeiros a empresa, mas também à sua imagem e credibilidade com os clientes. O preço a ser pago é bem alto!

Mas calma, vamos conversar sobre como se prevenir desses ataques e garantir que as informações da sua empresa fiquem seguras.

Segurança Cibernética


Se os dados são tão importantes, protegê-los é essencial. É aí que entra a Segurança Cibernética, que, resumidamente, trata de ações sobre pessoas, tecnologias e processos contra os ataques cibernéticos.

Tecnologias e processos? Nossa, isso está totalmente distante da minha realidade!’

Esse pensamento pode ter invadido sua mente agora, após ler essa informação. Porém, fique tranquilo, pois a Segurança Cibernética não é apenas importante para as pequenas e médias empresas, ela também é acessível.

Quando começamos a falar dos ataques, nós mostramos que eles tiveram início na década de 90. Nessa época, a defesa contra eles foi sendo desenvolvida aos poucos, juntamente com o avanço tecnológico.

A princípio, essas medidas e tecnologias eram bem restritas e de alto custo. Pensar em Segurança Cibernética para pequenas e médias empresas há dez anos atrás era inviável. O valor de investimento era muito grande, além de não atenderem de fato a necessidade dessas empresas.

Mas, assim como a tecnologia está em constante evolução, o mercado também. Hoje, com esses avanços, já existem muitas empresas e ferramentas que trabalham para garantir a Segurança Cibernética das PMEs de forma acessível e alinhada com a realidade e necessidade das mesmas.

Ferramentas como Antivírus, Firewall, Webfilter, Backup entre outras podem ser encontradas de maneira condizente para essas empresas.

Preparamos uma certificação online e gratuita, onde falamos sobre os ataques cibernéticos e as melhores ferramentas de proteção.

Banner-blog-escrito-rio-seguro-1

E o melhor, ao final da Certificação, você poderá receber um selo de maturidade em segurança que visa certificar que sua empresa cuida das informações e dados dos clientes.

Parceiros Estratégicos

Bem, já te mostramos que é possível garantir a Segurança Cibernética para sua empresa, mas precisamos entender uma outra realidade importante: encontrar um parceiro estratégico.

Um parceiro estratégico é diferente de um prestador de serviços. O prestador de serviços é aquele que busca simplesmente fornecer um serviço e vender seu produto, sem analisar as necessidades reais da sua empresa a curto e longo prazo.

Já o parceiro estratégico é aquele que procura conhecer as necessidades da sua empresa, seus objetivos e onde a mesma pretende chegar, visando a melhor solução não só para resolver seus problemas e atender suas necessidades, mas também o seu crescimento e metas.

Por isso é tão importante buscar um parceiro estratégico, ainda que o investimento inicial seja um pouco maior, mas o retorno ao longo prazo será muito mais efetivo, bem como o desempenho da sua empresa.

Agora você já sabe o que é Ataque Cibernético!

E que existem caminhos acessíveis para que sua empresa fique protegida.

Você pode conhecer mais sobre esse assunto e sobre Segurança Cibernética participando da STARTI CONFERENCE.

CTA-BLOG-01-1

Quem é a Starti

Somos especialistas em Segurança da Informação e ajudamos, há mais de 10 anos, pequenas e médias empresas no Brasil a prevenir e mitigar os riscos cibernéticos em diversas camadas de segurança.