A internet é uma ferramenta de trabalho essencial para a maioria dos negócios. Por se tratar de um recurso corporativo, a administração da empresa deve sempre buscar maneiras de evitar desperdícios no uso desta ferramenta e monitorar internet é um dos pontos mais importantes.

Afinal, é um dos recursos pertencentes à empresa, então deve ser somente usado para fins corporativos.

Para evitar que o contrário aconteça, é necessário considerar a implementação de sistemas para monitorar a internet.

Os resultados proporcionam um uso mais eficiente dos recursos online, além de um aumento da produtividade nas empresas. Confira a seguir os 7 itens essenciais para monitorar internet na sua empresa:

1) Monitoramento on-line

Não é porque o funcionário tem acesso à internet que deve poder acessá-la em sua totalidade.

Apesar de ser uma poderosa ferramenta de trabalho, ela também traz funcionalidades que vão na contramão deste ponto. E, desta forma, podem ocasionar perdas de recursos e produtividade para as empresas.

Com a implementação de um sistema que monitore o acesso à internet permitindo o bloqueio de sites, fica simples evitar que a rede corporativa acesse determinadas páginas que não se enquadram às atividades corporativas.

Além disso, de acordo com o novo Marco Civil da Internet, sua empresa é responsável pelos acessos à internet de seus funcionários. Por isso, controlar e monitorar a utilização da internet passa a ser via de regra para as empresas.

2) Firewall de navegação

Além de controlar as páginas acessadas e downloads feitos, a própria rede da empresa precisa estar protegida contra ataques, invasões de hackers e vírus.

Toda boa estrutura de internet conta com um firewall, que é uma camada de segurança que impede acessos não autorizados à rede vindos de fora.

Não sabe quais características e funcionalidades devem constar num firewall de rede? Elaboramos 4 dicas para sua empresa escolher o melhor firewall do mercado, aumentar a produtividade e segurança dos negócios.

3) Controle permissões

Em muitas empresas, podem existir departamentos com necessidades diferentes umas das outras.

Desta forma, um conjunto de bloqueios de sites pode funcionar bem para um setor mas atrapalhar o trabalho de outro.

Considere a importância de implementar um sistema com base em contas de usuários, em que cada funcionário possui um login que dá acesso a um grupo específico de acesso à internet e navegação.

Este login também pode servir para um monitoramento com base na pessoa, em vez da máquina.

4) Filtro de conteúdo

Em vez de realizar bloqueios com base em endereços específicos – o que pode não ser produtivo dependendo dos objetivos da administração –, também é possível gerar restrições com base em palavras-chave.

Assim, basta inserir aquelas palavras geralmente associadas com sites que a empresa não quer que seus funcionários acessem para obter um controle de acesso à internet muito mais eficiente.

O AdmFirewall faz esse tipo de controle por filtragem personalizada de conteúdos, podendo criar grupos específicos de conteúdos bloqueados, como: pornografia, redes sociais, esportes, etc.

5) Restrições de instalações

Os principais sistemas operacionais da atualidade, como Windows, OS X e Ubuntu, possuem recursos que permitem gerenciar as autorizações dos usuários.

Isso significa que o colaborador pode ter acesso somente ao que realmente precisa, sendo impedido, por exemplo, de instalar e desinstalar programas.

Assim, cria-se um ambiente controlado em que não há perigo de invasões de vírus e outros problemas, decorrentes de programas pouco confiáveis.

6) Geração de relatórios

Assim como em qualquer negócio, é importante que sejam gerados relatórios de desempenho para que sejam melhor planejados os caminhos futuros.

No caso do controle de acesso à internet de uma empresa, é essencial que seja feito um estudo com base nos dados gerados pelos acessos, bloqueios e possíveis invasões identificadas pelo Firewall de borda.

Somente assim é possível apontar tendências e melhor avaliar o tempo e a produtividade dos colaboradores e da empresa.

7) Diálogo e bom senso

É importante que seja criada uma política competente de regulamentação do acesso à internet no trabalho, mas esta implementação deve ser feita de forma inteligente.

É essencial que os colaboradores não se sintam intimidados com esta prática; pelo contrário, devem entender o motivo que a torna necessária, o que vai fazer toda a diferença nos resultados práticos da mudança e um aumento da produtividade, sendo um dos fatores mais importantes.

Com estes recursos, é possível conter muitos gastos desnecessários com acessos não relacionados a trabalho no ambiente corporativo e, assim, conquistar um aumento da produtividade.

O AdmFirewall foi desenvolvido com funcionalidades específicas para otimizar os recursos de conectividade IP das empresas e aumentar a segurança da sua rede. Além de controlar e monitorar internet dos usuários na rede, o software conta com uma interface Web intuitiva, permitindo o gerenciamento das funcionalidades de maneira simples e prática.

Tem problemas na rede e não sabe por onde começar? Nós adoramos ajudar as empresas a terem sucesso

banner_checklist_bottom-2