/ gestão de pessoas

Recursos humanos: 5 práticas que sua empresa deve ter

Que uma empresa é composta por pessoas todo mundo sabe. Pessoas são as peças fundamentais para que a engrenagem organizacional funcione como o esperado. Porém, assim como qualquer mecanismo necessita de cuidados e manutenções, com núcleo vivo das empresas também não é diferente.

Ao contrário do que muitos pensam, o setor de recursos humanos não se limita apenas a questões relacionadas à contratação, demissão e folha de pagamento. A função desse departamento deve ter como principal premissa o cuidado com os colaboradores e fazer com que a relação entre a empresa e o pessoal seja sempre favorável para o bom andamento dos negócios.

Pensar em recursos humanos apenas como uma parte operacional da sua empresa pode ser um grande erro gerencial e desencadear uma série de conflitos em médio e longo prazo.

Para pequenas empresas, nem sempre manter um setor focado nas necessidades internas aparenta ser um investimento muito promissor e muitas vezes custoso ao olhar do gestor. A questão é que se sua empresa não estiver atenta aos movimentos que acontecem dentro das paredes da organização, ela estará sujeita a surpresas desagradáveis que poderão gerar custos muito maiores.

Ter um setor de recursos humanos bem estruturado oferece muitas vantagens para o crescimento de uma empresa. Para a consultora executiva da consultoria De Bernt

Entschev Human Capital, a empresa consegue ter uma fotografia de seus colaboradores, quem tem performance boa, mediana e quem não tem, além de identificar pontos que podem ser melhorados.

Os desafios

Desde os anos 90, o mercado começou a notar que o fator humano poderia ser o maior diferencial agente de mudanças para alcançar resultados em uma organização. Foi aí que a atuação de recursos humanos passou a ser vista como essencial no desenvolvimento profissional, valorizando as pessoas e suas atribuições dentro do processo de crescimento das empresas.

Mudar o foco trabalhista e sindical do departamento foi, e ainda é, um dos principais desafios encarados pelas organizações e, por esse motivo, muitas ainda apresentam resistência para adaptar as novas necessidades organizacionais.

O RH de hoje precisa encarar o desafio de se posicionar estrategicamente, criando maneiras de contribuir com os resultados da empresa a partir da ideia de que sem pessoas qualificadas e motivadas dificilmente será possível manter uma equipe produtiva por muito tempo, colocando a competitividade da organização em risco.

O setor de recursos humanos é peça chave para o crescimento sustentável e estruturado de uma empresa, pois é ele que será responsável pela orientação de toda a equipe pela busca dos resultados esperados de acordo com os objetivos do negócio. Mas para que tudo isso realmente seja efetivo, a diretoria precisa ver o RH como um grande aliado e contar com ele para dar o suporte necessário para que a busca de cada objetivo seja sempre a mesma para todos da empresa.

E o que fazer para manter um RH bem estruturado, que contribua com as metas e resultados da organização? Veja a seguir 5 práticas fundamentais que a sua empresa deve seguir para crescer ainda mais, focando no desenvolvimento interno:

Pesquisa de clima

Assim como é feito com o público externo, é de grande importância saber o que os seus colaboradores pensam sobre a empresa, pois assim as implantações de melhorias são guiadas para atingir o ponto certo. A pesquisa de clima possibilita ter um parâmetro do nível de satisfação dos colaboradores com a empresa e, ter um setor preparado para ouvir o seu público facilita a comunicação, diminuindo possíveis ruídos e insatisfações mais profundas.

Treinamento

A área de recursos humanos também é responsável pelo treinamento e desenvolvimento de pessoal, seja em âmbito comportamental, técnico ou até mesmo motivacional. Quando a equipe está devidamente preparada para assumir responsabilidades e aceitar novos desafios, o trabalho é realizado com mais seriedade, autonomia e maestria, contribuindo para o sucesso da empresa como um todo.

Integração

A integração de um novo membro ao time é fundamental para que a sinergia ocorra logo no início da contratação. A equipe de recursos humanos pode realizar diversas dinâmicas durante um período preestabelecido para envolver os novos talentos com a equipe atual.

Um RH estratégico deve alinhar os valores e premissas da empresa e apresentá-los aos novos integrantes de uma forma que os envolvam desde o início, para que cada novo membro já se sinta parte da função que irá executar.

Avaliações

As avaliações são importantes para que o pequeno empresário tenha parâmetros para reconhecer os resultados gerados por sua equipe. Com o auxílio do RH, essas avaliações poderão apontar as competências que necessitam ser desenvolvidas, destacar os potenciais talentos e oferecer suporte para os colaboradores que não apresentarem um bom desempenho. Dessa forma, é possível acompanhar o nível de sua equipe e trabalhar exatamente para corrigir gargalos e fortalecer acertos.

Incentive

Elogio é bom e todo mundo gosta, principalmente o seu funcionário. Uma prática muito difundida entre os setores de recursos humanos é a elaboração de programas de incentivo e motivação.

Um programa de incentivo pode ser criado de várias formas, seja através de premiações financeiras ou não, um dia de folga, um presente singelo e até mesmo agradecimentos públicos. Aqui as avaliações que citamos anteriormente podem ser aliadas para determinar as ações e os colaboradores da vez. É importante não cometer injustiças entre um funcionário e outro para que o resultado do programa não seja o inverso do esperado.

Possuir uma pequena empresa não é desculpa para não investir no maior ativo de sua empresa. Ter um setor de recursos humanos bem estruturado irá somar forças para que sua empresa atinja bons resultados e faça parte do desenvolvimento da sua equipe!