Imagine que você precisa descobrir como está a sua saúde, saber se está tudo bem com seu corpo. Para obter tais respostas, você vai marcar um check up completo, não é mesmo?  Verificar o coração, parte respiratória, sanguínea, o colesterol e todos os outros exames que envolvam o funcionamento do seu corpo.

Esse check up vai apresentar aquilo que está caminhando bem, e, também, aquilo que vai mal, apresentando os problemas, as dificuldades e os riscos que estão afetando a sua saúde.

Dentro da segurança da informação, existe um recurso que atua de modo parecido, tendo o objetivo de identificar os riscos e vulnerabilidades externas e internas de uma rede.

Estou falando do scan de vulnerabilidades, uma ferramenta que faz uma varredura em IP’s externos ou ativos na rede interna, tipificando as vulnerabilidades por riscos, identificando e classificando as possíveis brechas de segurança presentes na rede.

Quando falamos de empresas, aspectos como a segurança da informação e proteção de dados são parte mais do que fundamental para o bom andamento dos negócios.

Afinal, hoje em dia, todas as empresas fazem uso dos benefícios da tecnologia, e, pela mesma razão, não deveriam ignorar os riscos envolvidos com a mesma.

O scan de vulnerabilidades é uma importante ferramenta na gestão de TI, sendo de fundamental presença para que haja um diagnóstico mais preciso dos riscos e brechas que uma rede empresarial pode apresentar.

Através dele, é possível que a equipe de TI monte um planejamento estratégico, com políticas e recursos para mitigar os riscos de ataques e proteger as informações.
Pensando nos benefícios e possibilidades que o scan oferece, preparamos para você esse artigo, que encerra também a nossa série de ferramentas de segurança da informação.

Nele iremos te explicar como funciona o scan de vulnerabilidades, suas funções,  benefícios, e sua importância na eficiência da implementação de recursos que podem proteger as informações da sua empresa.

Pronto (a) para descobrir todas essas informações?

Então, bora lá!

Como funciona

O scan de vulnerabilidades é uma ferramenta muito eficaz, pois opera de maneira constante, detectando qualquer alteração que acontece dentro do período que foi configurado na ferramenta.

Basicamente, o scan atua com duas estratégias: varreduras internas e externas da rede. Isso porque, ele realiza a varredura nos IP’s, classificando vulnerabilidades e, assim, identificando as brechas de segurança da rede. E como ocorre esse processo?

Bem, no caso, as verificações externas de vulnerabilidades identificam as maiores ameaças imediatas à sua empresa, conferem as atualizações de softwares e firmwares necessárias para manutenção, portas e protocolos – ou seja, os pontos de entrada em sua rede e buracos em seu firewall de rede.

Já a varredura da vulnerabilidade interna, como o nome indica, tem como objetivo a rede interna. Elas podem ser aprimoradas com credenciais para efetuar login no dispositivo e executar verificações de conformidade e vulnerabilidades.

Além dessas estratégias, o scan utiliza a aquisição ativa e passiva de informações. A aquisição ativa compreende em enviar um grande número de pacotes, possuindo pontos característicos, que, na maior parte do tempo, não seguem as recomendações, analisando as respostas para determinar a versão da aplicação utilizada.

Com efeito, cada aplicação utiliza os protocolos de uma maneira ligeiramente diferente, que permite distingui-los.No caso, a aquisição passiva é menos intrusiva, correndo menos risco de ser detectada por um sistema de detecção de intrusos, o IDS.

Ele funciona analisando os campos das datagramas IP que circulam sobre uma rede, com a ajuda de um sniffer. A caracterização, na versão passiva, analisa a evolução dos valores dos campos sobre séries de fragmentos, o que implica um tempo de análise muito mais longo. Este tipo de análise é muito difícil, ou mesmo impossível de detectar.

Benefícios do Scan

Talvez, até aqui, mesmo com as explicações de como o scan é um recurso de grande eficácia e utilidade para um cenário empresarial, você ainda tenha dúvidas sobre a sua efetividade, bem como a diferença que ele pode fazer em uma rede. Pensando nisso, vamos ver alguns benefícios que o scan pode trazer para sua empresa.

  • Supervisão da Segurança de uma rede
    O scan é uma ferramenta que possibilita a supervisão da segurança da rede, porque ele, como já foi explicado, tanto pode ser utilizado para prevenir como para corrigir falhas, fazendo, assim, a identificação das brechas, antes que ocorra invasões na sua ação preventiva, e, em sua forma corretiva, apontando as alterações que acontecerão no decorrer do tempo. Essas ações possibilitam que a segurança da rede esteja sendo supervisionada e, consequentemente, aprimorada em suas necessidades.
  • Facilitação à utilização do sistema
    Uma vez que existe uma supervisão na segurança da rede, onde as falhas são detectadas, os erros são conhecidos e prontamente corrigidos, retirando, assim, dificuldades de acessos.
  • A consequência é a melhoria no desempenho dos programas e máquinas ligadas à rede. Claro que existem outros problemas que atrapalham o desempenho das máquinas ligadas à uma rede, porém, com a detecção e correção das falhas na rede, há uma potencial melhora nas máquinas ligadas à ela.
  • Automatização de tarefas e relatórios mais completos
    Uma das coisas mais importantes para que o profissional, ou uma equipe de TI, consiga fazer uma trabalho vantajoso na segurança das informações de uma rede, além de boas ferramentas, é a precisão nos relatórios sobre a infraestrutura de uma rede.
  • Por essa razão, o scan apresenta-se como útil, já que ele possibilita a automatização das tarefas, bem como a geração de relatórios completos, que dão uma visão privilegiada da sua infraestrutura. Em alguns casos, ele aponta o que fazer para combater vulnerabilidades identificadas. Sendo assim, a tomada de decisão se torna mais confiável, precisa e fácil.

Agora que você já conhece alguns dos benefícios do scan de vulnerabilidades, vejamos, para finalizar o nosso bate-papo de hoje, um pouco sobre segurança da informação.

Segurança da Informação

Ao longo deste ano, ocorreram muitos ataques e incidentes de vazamentos de dados e roubos de informações de empresas. As notícias apontam que foram 15 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos, só no segundo semestre, sem contar os relatórios que devem sair no início do próximo ano, apontando dados ainda mais assustadores.

Já é mais do que conhecida a verdade que a segurança da informação é uma necessidade para o ambiente empresarial, pois é ela que pode assegurar integridade, confiabilidade, disponibilidade, autenticidade às empresas.

Apesar disso, e das ações que permearam esse ano, muitas empresas seguem despreocupadas com a proteção de seus dados e informações. O preço a ser pago é alto, e vai ser cobrado mais cedo do que muitos imaginam.

Por isso, queremos que você tenha a segurança da informação como um dos pilares para o bom funcionamento da sua empresa.

Conclusão

O que podemos concluir é que o scan de vulnerabilidades é uma ferramenta muito útil na aplicação de um plano de medidas de segurança da informação de uma rede, trabalhando com a identificação das vulnerabilidades e os caminhos que podem ser trilhados para mitigá-las.

Desta forma, encerramos nossa série sobre ferramentas da segurança da informação, com um forte desejo de que tenha sido útil para você e sua empresa, esclarecendo as dúvidas e apresentando o caminho da conscientização, bem como das ações que você pode tomar para cuidar dos seus dados.

Ficou com alguma dúvida, ou deseja saber mais sobre essas ferramentas? É só clicar em nosso bate-papo e enviar sua mensagem. Aproveite para conferir os artigos sobre as outras ferramentas:

Proxy: Tudo o que você precisa saber!

Firewall UTM: Gerenciando ameaças e cuidando das suas informações!

Web Filter: por que a filtragem de navegação é importante?