A tecnologia da informação vem evoluindo exponencialmente nas últimas décadas. Para comprovar esta afirmação, basta pensar que há pouco mais de 20 anos as pessoas sequer utilizavam computadores para trabalho e lazer.

Uma das evoluções recentes nesse mercado, e na forma como os consumidores se comportam, é o modelo de Software como Serviço (SaaS). Essa sigla serve para descrever a tendência de oferecer um programa que pode ser acessado com facilidade, por qualquer usuário (pela nuvem ou conectando-se a servidores internos), sem a necessidade de instalação em cada máquina.

Saiba por que o Software como Serviço (SaaS) é uma opção segura e econômica para o seu negócio.

Querendo garantir ainda mais a segurança da sua rede empresarial? Listamos 7 formas de aumentar a segurança de rede da sua empresa.

Agora, vamos ao Software como Serviço (SaaS):

1) Método de cobrança

Diferente dos softwares de prateleira, em que sua empresa adquire uma licença para que possa instalá-los em um número pré-definido de computadores, no modelo **Software como Serviço **o pagamento de uma mensalidade é o suficiente para ter acesso ilimitado ao sistema, enquanto for um cliente ativo.

Isso traz ganhos substanciais para o negócio, pois, além de evitar o custo inicial da instalação, o empreendedor não precisa pagar a mais por cada máquina que utilizar o serviço.

2) Diga adeus a manutenção!

No modelo SaaS, o software utilizado pelo cliente é de total responsabilidade do fornecedor. Essa característica faz com que seu uso dispense a necessidade de treinar e manter uma equipe de TI para gerenciar o sistema, reduzindo consideravelmente os custos com mão de obra.

3) Atualizações frequentes

Outra grande vantagem associada ao uso de Software como Serviço é que todas as atualizações periódicas do sistema são feitas pelo próprio fornecedor do serviço.

Dessa forma, sua empresa não precisará se preocupar em atualizar e customizar o software de acordo com as melhores práticas adotadas no mercado. Através do pagamento da mensalidade, você perceberá essas atualizações periodicamente, sem precisar fazer qualquer esforço para isso.

4) Segurança em foco

Uma das grandes preocupações dos empreendedores que adotam o modelo de SaaS é a segurança dos dados armazenados e transferidos no sistema.

No entanto, já é um consenso no mercado que, em função da segurança do software ser de responsabilidade do fornecedor do serviço, as chances de que ele programe as melhores soluções de segurança disponíveis no mercado são bem maiores do que se o sistema fosse desenvolvido e mantido pela própria empresa cliente.

Com isso, seu negócio terá acesso às últimas novidades em soluções de segurança, evitando assumir riscos de processos que não são sua especialidade.

5) Facilidade

Ainda que alguns produtos do modelo SaaS exijam a instalação do software em ao menos uma máquina da empresa (especialmente nos casos em que o volume de dados utilizado pelo cliente é elevado), essa tendência ainda oferece todos os benefícios de facilidade de utilização por seus usuários, reduzindo o tempo e esforço necessário para sua implementação e adoção.

Com isso, a empresa aumenta a produtividade da equipe como um todo, o que pode proporcionar retornos positivos tanto na redução de custos quanto no aumento do volume de negócios.

E então, ficou alguma dúvida sobre o modelo Software como Serviço (SaaS)? Você já utiliza em sua empresa alguma plataforma nesse modelo?